27/08/2014

síndrome da viajante que retorna.

deprê:

essa cidade é fria demais;
as pessoas são feias;
o estilo predominante é brega;
em todo lugar rola sertanejo (aff);
aqui está o meu trabalhinho mediano, onde me sinto presa;
e aqui não estão os museus de arte, as lojinhas e cafés simpáticos, os parques bonitos, os deques sobre a lagoa, o clima quente aconchegante, as mil coisas para se fazer num final de semana, as pessoas descoladas e atraentes, etc, etc, etc.

"...eu quero é ir-me embora, eu quero dar o fora."

Imagem catada no pinterest.



Nenhum comentário:

Postar um comentário